Buscar
  • Ligia Rocha

Os agrotóxicos no Brasil e no mundo...


O Brasil é o maior consumidor de agrotóxicos do mundo desde 2008! Um levantamento da Fundação Oswaldo Cruz aponta que cada brasileiro consome, em média, 7 litros desse veneno por ano. Somos o principal mercado de agrotóxicos altamente perigosos.


Uma pesquisa da ESALQ/USP (Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"), da Universidade de São Paulo, revelou que os agrotóxicos, inclusive os mais perigosos, estão muito presentes na alimentação da população. Foram analisados 743 itens alimentares bastante comuns no nosso cardápio, entre eles, abacaxi, abóbora, arroz, batata, café e cebola. A conclusão foi que 69 compostos excediam o valor de ingestão diária aceitável para não afetar a saúde de uma pessoa. O foco do estudo era entender a contaminação crônica, causada pelo consumo de pequenas quantidades de resíduos de agrotóxicos por um longo período. O chamado efeito cumulativo dessas microdoses de venenos ao longo da vida é apontado pela OMS (Organização Mundial da Saúde), como responsável pelo aparecimento de diversas doenças, sobretudo, o câncer.


Mais da metade dos agrotóxicos que utilizamos aqui são proibidos em outras partes do mundo. Na contramão dos países desenvolvidos, o Brasil flexibiliza as leis sobre o uso de agrotóxicos, inclusive os que já são proibidos. O herbicida glifosato, o mais usado no Brasil, e os inseticidas malationa e diazinona, foram apontados por uma pesquisa da IARC (Agência Internacional de Pesquisa em Câncer), publicada em 2015 na revista científica "The Lancet", como prováveis agentes carcinogênicos.


O dossiê da Abrasco (Associação Brasileira de Saúde Coletiva) sobre agrotóxicos, elaborado em 2015, aponta que as agriculturas que mais consomem defensivos são soja, milho, cana-de-açúcar e algodão. O milho e a soja são muito utilizados na alimentação de animais e pets.


Não se sabe o quanto vai parar no potinho de ração dos nossos pets e não se sabe o quanto eles consomem desses venenos. Um estudo descobriu glifosato (um agrotóxico extremamente perigoso) em rações de gatos e cachorros. De acordo com o estudo conduzido pela Cornell University de Nova York, o herbicida glifosato foi encontrado em várias marcas de alimentos para cães e gatos dos EUA. Não sabemos quantos alimentos para pets no Brasil trazem esse veneno, mas podemos supor que são muitos.

Orgulhosamente criado por Lígia Rocha. © 2018